Notícias

Curitiba investe em painéis solares para economia de energia na sede da prefeitura

Curitiba investe em painéis solares para economia de energia na sede da prefeitura

O Palácio 29 de Março, sede da Prefeitura de Curitiba, será o primeiro prédio público a ter energia sustentável por meio da instalação de painéis fotovoltaicos. A ideia de ter energia limpa no local faz parte de um projeto de eficiência energética inscrito e contemplado em chamada pública da Copel Distribuição. O uso da energia solar, junto à troca da iluminação por LED irão gerar uma economia de, aproximadamente, R$ 220 mil ao ano.

A instalação dos painéis solares está prevista para acontecer até o mês de março do ano que vem, segundo a Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Utilizando a energia solar, 128,81 toneladas de CO2 serão neutralizados anualmente e a capacidade de geração de energia pode chegar a 144 kWh. O edital da Copel diz que ainda existem outros procedimentos a serem seguidos até a conclusão final.

Os envolvidos afirmam que esse projeto é um marco para Curitiba. A lei 15.277/2014, que permite a concessão de espaços públicos para a geração de energias renováveis é um incentivo para buscar outras fontes de energia. Em Curitiba, um dia sem sol tem mais sol que na Alemanha, líder atual em energia renovável.

O projeto “Curitiba Mais Energia” incentiva a geração de energia renovável na capital do Paraná, além de diversificar a matriz energética do Executivo Municipal.  A Prefeitura de Curitiba está surgindo com várias propostas e projetos para divulgar e expandir o uso da energia solar fotovoltaica. Por exemplo, perto do Palácio 29 de Março, no Centro Cívico, um piso gerador de energia está sendo testado na ciclovia e na ponte sobre o Rio Belém. O piso tem capacidade de captar a vibração vinda das bicicletas e pedestres e, assim, converter em energia, que por sua vez, ilumina o trajeto.

Existem mais projetos com energia solar fotovoltaica em desenvolvimento, como: a instalação de energia solar em rodoferroviária de Curitiba, instalação de painéis solares no campus do Instituto de Tecnologia do Paraná – TECPAR e também supermercados solares, como o Condor Super Center, localizado no bairro de Santa Quitéria, em Curitiba, que inaugurou a maior usina solar fotovoltaica da região sul do Brasil.

De acordo com informações da Absolar, no Brasil, o crescimento da energia solar foi de 70% nos últimos dois anos. Estima-se, então, que até o ano de 2030, essa fonte de energia seja responsável por 10% da matriz energética brasileira. Dessa forma, o crescimento da geração de energia solar fotovoltaica em Curitiba, atualmente, contribui para esse desenvolvimento.

O Atlas de Energia Solar do Paraná mostra o quanto é forte o potencial do Estado de produzir energia solar fotovoltaica. Os dados gerados pelo Atlas mostram que 80% do Estado do Paraná tem um valor de irradiação solar considerado extremamente alto, capaz de compensar até mesmo os dias nublados. Investir em energia solar não representa apenas economia, os projetos movidos à energia solar sempre trazem efeitos positivos à natureza por serem renováveis e utilizarem tecnologia limpa.

Se você tem interesse de desfrutar os benefícios da energia solar fotovoltaica por meio de uma placa solar, solicite um financiamento para energia solar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *